Em qualquer faz de conta, a gente apronta

Finalmente, estou no meu querido e doce Live Writer. E no meu querido e doce novo notebook. Nem acredito que a alma bondosa dos meus pais deram um pra mim e pra minha irmã (dólar baixo – mãos para o céu). Ele é tão lindo, e eu posso chamar de meu, e colocar o fundo de tela que eu gosto, e criar as minhas próprias pastas sem fazer bagunça. Ok, eu sou uma criança que se contenta por pouco. Não saindo dos bens materiais, meu quarto ainda cheira um pouco a tinta dos móveis novos. Eu meio que funciono a base de coisas que são boas aos olhos, é incrível. Saindo dessa minha reflexão idiota sobre o inútil, vamos falar do que interessa, pelo menos pra mim.
Antes eu queria que os meses voassem, para que eu me livrasse do colégio, da pressão de não saber a matéria do Peies, mesmo sabendo que quando tudo isso acabasse, eu teria que conviver com a saudade. Mas enquanto esse ‘momento’ vai se aproximando eu percebo que aguentaria a pressão de um vestibular, de qualquer coisa, pra que no fim eu ouvisse de alguém, nem que fosse por consolo: ‘você pode ficar’. Porque o que eu tenho aqui é tão bonito. Nós, com tão pouco tempo de convivência conseguimos criar uma amizade mais forte, sem mentiras que aqueles que passam anos se vendo, conversando, convivendo. Talvez seja porque nós temos consciência do ‘tempo curto’, do ‘efêmero’. Talvez seja por isso que nós confiamos tão plenamente e com tanta segurança os nossos segredos. E quanto mais a amizade cresce, mais o meu medo de perdê-la. No caso, de perdê-las. Hoje, eu que odeio profundamente a Xuxa e todos os seus fios de cabelo loiro oxigenado, deixei os meus olhos umidecerem ao cantar na mesma hora que a minha andorinha.

‘Bom estar com você
Brincar com você
Deixar correr solto
O que a gente quiserDSC09550
Em qualquer faz de conta
A gente apronta
É bom ser moleque
Enquanto puder
Ser super humano
Boneco de pano
Menino menina
Que sabe o que quer
Se tudo que é livre
É super incrível
Tem cheiro de bala
Capim e chulé
Doce, doce, doce
A vida e um doce
Vida e mel
Escorre da boca
Feito um doce pedaço de céu’ ‘

É inevitável, pensar um segundo nisso, e não sentir uma lágrima cair’

Eu amo vocês.

Anúncios

Uma resposta to “Em qualquer faz de conta, a gente apronta”

  1. Luiza S Says:

    que foto liiiiinda Lu! ando vendo que o teu blog tá sendo mais um desabafo, eu costumava fazer isso também.. mas tu tem tantos amigos incriveis e é uma pessoa tão incrivel que pode ter um arco iris de blog. e lembra, to aqui sempre se tu precisar desabafar e tals :D beeijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: