Vida alheia

 Odeio trazer assuntos pessoas demais para cá, porque no fim sempre tem um que não vai entender, vai colar o link na janelinha do msn e me pedir uma explicação. Mas acontece que eu preciso escrever, não para os outros, mas para mim. Rosário torna-se cada vez mais complicada de se conviver. Isso é uma das vantagens de se mudar sempre, é poder ter a chance de começar de novo. É uma forma de pensar extremamente egoísta, mas me conforta.
 Arrependimento: ato de arrepender-se. Arrependido: pesaroso. Não, não me sinto arrependida. E muito menos a fim de me esclarecer via palavrinhas digitadas aqui. Às vezes aquelas promessas de amigos, de ‘conte comigo para o que precisar’ não saem da folha, porque na hora em que precisamos, não fazem nada além de pensar em si mesmos, e nos deixar pior do que já estamos. E apesar de nesses momentos, como esse em que eu me encontro, de falta de arrependimento, e de sentir uma bolinha indo e vindo na garganta, serem muito ruins, eu ainda consigo enxergar o lado bom. A gente aprende a dividir as pessoas em grupos. Aqueles que não são mais que demostrações desesperadas de amor e amizade, com cartas com dez mil ‘eu te amo’ escritos com marca texto colorido. E aqueles que não precisam escrever cartas, porque eles demonstram os próprios valores com muito mais que isso. Não é, Cassi? Se for pra foder com a vida de uma vez, que seja junto. 
E sabe, tristeza é algo que passa longe de mim agora. Eu me sinto feliz, mas não uma felicidade daquelas empolgantes. É uma felicidade ‘silenciosa’, por acabar de ter um epifania, e compreender tudo, toda essa divisão de amigos. Ok, eu arranjei um jeito de colocar essa palavra aqui, porque desde que eu vi o filme dos Simpsons ela entrou para a minha lista de palavras favoritas. E bem, estou longe de compreender toda essa confusão. Mas não deixa de ser uma felicidade estranha, ela dá um nó na minha garganta, deixa os meus olhos cheios de lágrimas, e me faz esboçar um sorriso. Leve, mas um sorriso.
Já conseguiu abraçar alguém e sentir saudade? Eu tenho medo do que há por vir.

  ;*

* E, como já está suficientemente confuso, há algo muito claro: vão se foder. Desculpem as minhas palavras indelicadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: