Pós Natal, çazadeus

 

Eu. Eu nunca estive tão desesperada por diversão, por felicidade, por algo que matasse a saudade que está por vir. Ontem, quando eu estava no meio da boate, e fui mostrar num momento emocionante o quão grande era o meu amor pela Cassi, e apontei pra uma estrela no céu, eu vi uma estrela cadente. Eu fiz um pedido ridículo, um pedido impossível, sem lógica, mas apenas é tudo isso porque eu sei que não vai acontecer. Aliás, qualquer coisa que envolva as palavras ‘pra sempre’ é meio impossível. Se eu pudesse ter qualquer coisa, com certeza, viria na minha cabeça, as mesmas palavras. E quanto mais perto eu chego do ‘fim’, mais eu vejo que tudo, mas tudo mesmo, valeu a pena. Até coisas da qual eu estava arrependida, não mudaria hoje em dia. Porque tudo me trouxe até aqui, e eu acho que nunca estive em dias tão felizes.
Ainda tento não pensar na tragédia que vai ser meu Reveillon. Eu não quero 2010. Eu simplesmente não quero. Aliás, eu sei muito bem que o que eu quero é ipmossível, então, nem tenho esquentado muito a minha cabeça com isso. Whatever.
Beijos beijos, não quero mais escrever, porque estou com preguiça até de colocar acento nas palavras.

*Foto: eu horrorosa, mostrando o presente que ganhei da minha vó. Mas tive que colocar, é a minha ÚNICA foto deste Natal, então… t_t

Anúncios

Uma resposta to “Pós Natal, çazadeus”

  1. Guilherme Says:

    É muita mão colocar acento nas palavras! ahushuashuhuas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: