Forever young

   Tudo na vida demora, mas um dia sai. Eu queria que tivesse demorado mais pra ter que escrever sobre elas, sobre nós, mas as coisas aos poucos parecem estar desandando. Pode ser um simples ‘efeito colateral’ das férias, ou pode não ser. E eu não quero nem pensar sobre o segundo. 
    Todas as vezes em que eu me mudei, eu deixava meus poucos amigos, com lágrimas e promessas em peso. ‘Eu vou te ligar, eu vou te escrever, eu não vou te esquecer’. Chega certo momento, em que nada disso mais tem valor e puff, simplesmente, anos, meses e momentos felizes de amizades incríveis são esquecidos e deixados em gavetas, caixas de cartas, pela simples preguiça ou ‘birra’ de continuar uma comunicação. Mas outro fato a se considerar, é que, todas as vezes em que eu me mudei, eu era muito nova, eu realmente não sabia o quanto promessas eram importantes, e mais ainda, cumpri-las. O tempo, está passando muito depressa, e como diz a Cassi ‘meu deus, ano que vem eu faço 17!’ . E por isso mesmo, nos considero maduras o suficiente pra não deixar que isso tudo morra, dessa vez eu quero fazer as coisas diferentes! Nós fizemos felizes umas as outras durante tantos momentos, tornamos tantas aulas chatas em aulas memoráveis, inventamos o ‘Manga’, a ‘Xanandú’, e sonhamos em conhecer Cacequi. Me ensinaram as tradições, a jogar truco e assim fizeram eu me sentir parte daquilo tudo, me sentir em casa. É, hoje eu considero lá como um ‘lar’. Essas são coisas que jamais voltarão, mas nem por isso, deixam de ser lembranças boas.
   Tempo e distância são coisas com a qual eu já me conformei, gritarmos, chorarmos, nos lamentarmos pelas boas coisas pela qual nós já vivemos juntas, não vai tornar nada diferente, apenas desgastante. Ah, gurias, que eu sinto  uma falta enorme de vocês, é inegável, e é por isso que eu quero nós unidas, no final. 
   E vou informá-las de que o final está bem longe, e que ainda há muito para nós vivermos. E eu não quero perder nenhum segundo, com desavenças e distanciamentos. Por favor, eu sei que não é justo pedir isso, mas, façam isso por mim. Até agora eu não derramei uma única lágrima, porque eu tenho o pressentimento de que ‘nós’ é pra sempre, agora foi apenas, como dizem mesmo? Uma vírgula, um até logo.  

Vamos fazer durar, fazer ‘pra sempre’ ter sentido. Eu amo vocês!

Anúncios

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: