não tem título não, tá.

Acordei de ressaca e mau humor. Porque todas as coisas que eu deixei de pensar pra beber (na verdade, eu bebi pra não pensar, whatever), acabaram me atormentando quando eu acordei. (Sem contar que lembrei de tipo, uns comentários totalmente positivos enquanto eu ficava bêbada, aham). Não é falta de confiança, porque todo mundo pensa isso?! É puramente um ciúmes ardido e desgraçado. Sério, tenho muito ciúmes de quem eu gosto, mas eu sei esconder isso direitinho. No entanto, às vezes alguém força a barra e ele aparece. Só sei que levantei puta da cara, AUHAUHAUH. Fui pra praia torrar no sol, pra que né? Só se fosse pro álcool no meu sangue evaporar, porque passei mal pra caramba :x Táaaaa, tá. Foda-se o lado ruim do dia.
Há tempos não tinha uma tarde tão linda assim. E nem tão engraçada. Só de lembrar eu sendo levada pela correnteza, soluçando e engolindo água do mar, já me dá maior vontade de rir. Viu, meu medo de mar existe pra isso, pra me prevenir de situações como essas. Teorias nada a ver de bebês baleias, ecos existentes sim, mordidas, mordidas, mordidas. HAHAUHA

Pois é, dava qualquer coisa por mais uma tarde assim, deitar e ficar olhando o céu e saber que quem eu quero está bem ali do meu lado.
A perda é tão torturante, não é?

À noite eu fui no shopping com pai, mãe e Júlia. Comprei meu presente de aniversário e um vestido pro Reveillon. Depois a gente foi jantar. Duas observações sobre isso:
1: é muito bom jantar ‘em família’. Falta o Rafa, mas amanhã não faltará mais. Então a gente vai poder discutir sobre qual curso eu farei na faculdade, sobre Mao Tsé Tung e sobre a observação 2.
2: eu como pra caralho. Minha mãe me apelidou de ‘draga’. Eu ri. Embora eu não faça a mínima idéia do que isso signifique, HUSHAUHS. Sério gente, eu como muito. Meu prato de macarrão fodidamente picante, assalto ao prato da minha mãe, assalto ao prato do meu pai, açaí e chocolate quande cheguei em casa. Eu definitivamente tenho que parar com isso, senão meus gordinhos aumentarão. E isso não é bom.
Tá bom, vou parar de falar abobrinha aqui. ‘Falar abobrinha’, eu não falei isso. Mãaae, para de me passar essas expressões feias. HAHAUH
Amanhã o Rafa cheeeeeeeeega *-*

Beijos ;*

Drop everything now, meet me in the pouring rain, kiss me on the sidewalk, take away the pain. Cause I see sparks fly whenever you smile.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: