Cidade nova e o inferno particular

Acho que está tudo normal. Já arrumamos a casa aqui em Campo Grande, o Rafa vai embora amanhã, as férias estão acabando…É engraçado (não sei definir melhor), sempre que eu mudo de cidade, eu chego na nova querendo voltar, morrendo de saudade da anterior. Quando eu cheguei ao Rio a coisa estava realmente crítica, eu passava o dia inteiro no computador, só falando com as pessoas de Rosário, sabia de tudo o que acontecia, das festas e tudo mais. Eu estava em vão tentando viver uma vida que não era mais minha. Isso durou até metade do ano mais ou menos. Deve fazer uma semana que estou aqui e não sinto vontade alguma de estar no Rio. Talvez para ver algumas pessoas, ver o mar…mas só. De resto a única coisa que eu faria seria matar alguns filhos da puta, mas como isso está fora de questão, contento-me em ficar por aqui.
HAHAH, estou pensando aqui que todo mundo (ou a maioria das pessoas) manda eu ter o cabelo comprido e quase morrem quando eu corto um pouquinho que seja. Enfim, essas pessoas morreriam se vissem como o meu cabelo está agora, HHAUAH. Muito curto. E muito mal cortado. Sem noção. Estão ligados naqueles cabeleireiros que dizem ‘deixa comigo’? Ou pior: aqueles que não dizem nada? Acho que existe um lugar no inferno reservado só para eles, porque ô raça que insiste em existir! Da primeira vez eu fui no salão aqui, eu disse que era pra manter o corte que tava, só que mais curto, blablablá… Cortou errado. Na segunda vez, eu quase morri explicando, só faltava eu desenhar, achei que ele tivesse entendido. Entendido uma ova, deixou atrás tudo torto e totalmente o oposto do que eu pedi. Ainda bem que é atrás e eu não vejo, e o que os olhos não vêem a minha autoestima não sente. Merda é que no colégio eu vou ter que dar um jeito de prender. Agora vou deixar crescer um pouco pra poder ajeitar, mas depois vou deixar curto, porque eu achei que ficou bem legal, e foda-se as pessoas que preferem comprido, aham. Não tenho cabelo bom, tá ligado? Não dá certo… aliás, nada dá certo, vou ficar careca porque é o jeito. 

Notas:
-a academia é só a uma quadra da minha casa, me dêem um tiro se por acaso a preguiça vencer e eu virar uma jubarte, ok?
-que eu seja abençoada com paciência extra pra aguentar a minha irmã por este ano, amém.
-que eu consiga arranjar dinheiro suficiente para poder fazer o que eu tenho em mente. *-*’

Tá, tchau pra vocês ;*

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: