Don’t wanna wait anymore?

  Odeio ficar nesse vazio de idéias, ideais, ou qualquer nome que você queira dar para aquilo que move a gente. Perdi-os ao longo do caminho na qual eu percorri, esperando chegar em alguém no final. Alguém disse que estaria esperando. Mas veja só, mal estou na metade e posso ver de longe que ele já foi embora. Sobraram trezentos e nove reticências de silêncio e um grande ponto de interrogação.
  Eu não sei se me encho de um orgulho próprio ou se bato a cabeça no próximo poste que encontrar. Não sei, porque não sei dizer se falta de egoísmo é bom ou ruim. Sempre penso nos outros antes de mim, coloco meus princípios acima do que eu mais quero (lembra?), não ignoro quase ninguém porque, por mais que mereçam, eu sei o quão torturante a ignorância pode ser. Eu sempre guardo um certo carinho por pessoas que já não fazem parte de mim, na esperança de que um dia elas voltem. 
  Só que, mesmo estando lá me esperando, ele sempre fez parte de mim. Mesmo que eu já não faça mais parte dele. Talvez meu novo ideal seja esse, seguir em frente não por alguém, mas pela primeira vez por mim mesma. 


– ‘Q
uantos anos são necessários para esquecer um instante?’

– 309.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: