‘Escreva sobre as coisas boas também’

A faxina não pôde mais ser adiada, a mudança é amanhã e o desespero de ir morar no Jambalaia tá batendo, viu. Pensa numa pessoa que chorou só por saber dos moradores. Chorei de raiva, argh. Pois é, vida, a senhora anda me saindo cada dia mais engraçadinha. Isso porque eu não mencionei o fato de que eu estava gostando do curso de desenho técnico, mas a última aula conseguiu ir pro ranking de ‘piores horas da minha existência’. Tudo porque essa vida é cheia de coincidências magníficas e a pessoa que podia estar do outro clado do mundo naquela manhã de sábado tinha que parar DO MEU LADO. Mas tuuuudo bem, manter a calma é a saída. Ou não. Ligar pras amigas e chorar que nem bebê porque seus dias são uma sequência de acontecimentos insuportáveis também é uma. Não tão digna, mas ainda assim uma saída.

Colei um bilhete no meu notebook ‘escrever sobre as coisas boas também’, como uma forma de me fazer escrever – e consequentemente preservar – o que tem acontecido de bom. Faça uma pesquisa rápida por aqui e confirme que 90% do que eu escrevo é reclamação. Então vamos lá.

– Minha mãe me deu liberdade na decoração do meu futuro quarto no Jambalaia, e isso me deixa muuito empolgada para testar minhas habilidades como decoradora, se é que elas existem. Começo a pesquisar na internet e tenho mil ideias totalmente diferentes, mas no fim acabo tão desnorteada quanto antes. Skull customizada, almofadas coloridas, bonsai, os quadrinhos com ilustrações… ish, tanta coisa, muita informação pra cabeça da pessoa. Ahh, digno mencionar que a vista da minha janela é muito linda, principalmente quando a lua está cheia e enorme <3. 

– Troquei o cursinho de desenho técnico pelo de matemática. Im-pos-sí-vel fazer os dois ao mesmo tempo, não só pela questão financeira, mas também porque eu ia cansar demais. Os dois são aos sábados, só que um me toma duas horas e outro quatro horas e meia. Sim, eu odeio matemática e acho desenhar muuuito bom. Sim, isso é uma forma de tortura voluntária. E sim, é por uma boa causa. Arquitetura já deixou de me empolgar e eu preciso urgentemente melhorar em exatas. Não que isso vá acontecer, mas né, pelos menos eu tentei.

– Meu irmão chega nessa sexta. Veio passar o dia das mães com a gente, ainda que eu acredite que isso seja apenas uma desculpa para disfarçar o plano maléfico da minha mãe de só comprar passagens pra ele em época de mudança. Sabe como é né, ‘tanto tempo que a gente não se vê, que saudade! Tá, agora carrega essa caixa aqui pra mim’. hahauhauah.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: